Informações do Post - - Jonas Henrique - - 16 de Fevereiro de 2018 | - 2:34 - - Home » » » - - 10 Comentários

Resenha: O Terraço e a Caverna – Maurício Limeira

;Capa do Livro

Lindo, emocionante e inteligente são com essas palavras que começo a descrever o livro O Terraço e a Caverna do escritor Maurício Limeira. Com certeza essa livro veio para coroar o meu começo de 2018, jamais poderia imaginar que encontraria uma obra tão tocante neste começo de ano, e o melhor de tudo, um romance de um escritor brasileiro.

O Terraço e Caverna conta a história de duas crianças: Quinha, uma garota de 11 anos e Paco, um garoto de 12 anos, ambos possuem vidas completamente diferentes, mas vivem em “mundo” um pouco parecido devido à realidade em que vivenciam. Quinha mora com os pais, o irmão e avô em uma cobertura na zona Sul do Rio de Janeiro, ela tinha tudo para ter uma vida tranquila e alegre ao lado de sua família, porém ela tem a Síndrome das Pessoas Inexistentes, está em mundo muito parecido com o de Alice no País das Maravilhas, um universo onde não há outras pessoas, até os seus próprios pais não existem, o seu terraço é um lugar onde coisas inimagináveis podem acontecer. Paco é cadeirante, vivencia uma realidade mais dura e cruel, o tráfico local expulsou sua família da comunidade onde morava e sem ter um lugar onde ficar, decidiram alojar-se num buraco abandonado do metrô carioca, local que ele chama de caverna.

O livro possui uma narrativa muito interessante e de certo modo bem peculiar. O leitor acompanha a história através de um narrador oculto, em alguns momentos até pensei que a narradora era a Quinha, mas com o passar dos capítulos percebi que esse narrador não estava presente na narrativa. O texto possui uma linguagem e estrutura textual muito interessante e diferente do que costumo ver. A obra aborda temas importantes, como a desigualdade social, a diversidade cultural, as relações familiares. Demonstra que mesmo tendo vidas diferentes essas crianças acabam passando por situações bem parecidas e muita delas até iguais, como é o caso do bullying na escola. O autor nos surpreende com a forma como vai aproximando os personagens principais, esse primeiro contato acontece através de uma rede social, neste ponto a história começa a ganhar um contorno ainda mais interessante. Ambos vivem em seu mundo particular, mas os motivos dessa reclusão são muito semelhantes.

Maurício Limeira criou uma narrativa tocante e muito bela, seu texto traz uma subjetividade encantadora, uma obra que fala diretamente com leitor, que traz uma linguagem poética e o mesmo tempo nos permiti pensar e refletir sobre diversos temas que foram explorados em sua narrativa que podemos levar para o nosso dia a dia. O Terraço e a Caverna é uma obra independente e até já foi premiado em concurso literário promovido pela Fundação Cultural do Estado do Pará. Isso já demonstra o tamanho da criatividade do autor e a qualidade de sua escrita. Creio que não demorará muito para que alguma editora se interesse em publicar esta bela história.

  • A resenha sobre  livro “O Terraço e a Caverna” é fruto da parceria entre o autor Maurício Limeira e o blog Rotina do Leitor. Se esta história lhe agradou e você que saber como ela vai acabar, você pode adquirir o livro no site Portal dos Livreiros clicando AQUI .

 

Ficha Técnica

Livro: O Terraço e a Caverna

Autor: Maurício Limeira

Editora: Independente/ Fundação Cultural do Estado do Pará

Paginas: 270

Ano de lançamento: 2016

10 respostas para “Resenha: O Terraço e a Caverna – Maurício Limeira”

  1. Robson Morais disse:

    O livro tem um nome bem.sugestivo e da até uma vontade de conferir.
    Parabéns pelo post.
    http://www.robsondemorais.blogspot. com.br

  2. Obrigada por trazer esta excelente obra.
    Eu nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, é muito interessante. Cada vez mais o autor nacional vem ganhando espaço, e o mais bacana é que muitos deles, trazem histórias e abordam situações do dia-a-dia.

  3. Raíssa Zaneze disse:

    Oi Jonas! Já vi que esse livro é um que me fará chorar muito e já quero.
    Achei a premissa incrível, importante e que fala de coisas reais que muitas crianças vivem no dia a dia. Não conhecia o livro, nem o autor, mas só pelo o que você apontou, vejo ele parecer ser um livro que se encaixa no meu pensamento de ser debatidos nas salas de aula.
    Adorei a sua resenha. Beijos

    https://almde50tons.wordpress.com

  4. Nilton Alves disse:

    Oi Jonas. Ainda não conhecia esse livro. Gostei da sinopse e quero muito ver o resultado dessa amizade e mistura de classe social que o autor faz nos mostrando um constrate.

  5. Hey!

    Adorei a sua resenha! Eu não conhecia o livro e fiquei bem curiosa para conhecer. Sei que vou chorar, mass… é assim que eu gosto hahaha.

    Beijos,
    Narah – http://www.lerantesdedormir.com.br

  6. Alice Martins disse:

    Olá, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da história que ele apresenta. Eu gosto de livros que fazem essa narração de um personagem que não está presente, é sempre muito interessante. Saber que é um universo que lembra o de Alice, me deixa ainda mais ansiosa. Com certeza esse livro vai para a lista!

    Beijos!

  7. Alice Martins disse:

    Olá, tudo bem?

    Ainda não conhecia esse livro e nem o seu autor, mas já fiquei com muita vontade de realizar esta leitura. A coisa que mais gostei é o fato dele relembrar Alice. O fato de ter uma narração por um personagem onipresente é algo que adoro e se bem trabalhado, fica incrível!

    Beijos!

  8. Nath Martins disse:

    O livro um titulo muito bom, fiquei curiosa para conhece-lo.
    Obrigada pela indicação.

  9. Confesso que não conhecia nem o autor nem a historia, gostei muito da sua resenha e fiquei curiosa, nunca tinha ouvida falar da Síndrome das Pessoas Inexistentes, e fiquei me perguntado se tal existe mesmo, e que loucura seria isso.
    Ótima resenha, só tenho um comentário a capa apesar de bonita não chama a atenção. Beijos

  10. Diego França disse:

    Olá, Jonas. Tudo bom?
    Que novidade boa saber desse livro! Não conhecia, mas gostei muito do que li. Parece mesmo ser uma história bem peculiar. Seus comentários me deixaram curioso, quero muito ler esse livro agora. A premissa é realmente instigante.

    Já deixei anotadinho aqui, ou buscar mais sobre. E olha que legal, já ganhou até prêmio. Parabéns para a evolução de nossa literatura.

    Abraço
    Di, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com
    Instagram: @vidaeletras

O que achou? Comente!