Informações do Post - - Jonas Henrique - - 12 de setembro de 2017 | - 3:41 - - Home » » » - - 12 Comentários

Resenha: O Beijo Traiçoeiro – Erin Beaty

Capa do livro

Um livro para agradar diversos gostos é assim que começo a descrever “O Beijo Traiçoeiro”. Quem de cara dar uma olhada na capa do livro e no seu título de certeza já pensa que é algo ligado a romance, onde o enredo principal vai desenvolver  a partir de uma traição, se pensou assim, lamento lhe informar ou melhor dizendo, tenha a satisfação em lhe dizer que está totalmente errado.

Esta obra tem como personagem principal a jovem Sage Fowler, ela age de forma totalmente diferente daquela esperada por todos a sua volta, é uma garota destemida, corajosa, tem uma personalidade forte e não teme falar o que pensa, vive em um país onde as mulheres não possuem muitas oportunidades e o maior sonho de sua absoluta maioria é ter um bom casamento arranjado.

Erin Beaty conseguiu inserir vários elementos de forma correta, temos uma protagonista muito inteligente, o protagonista masculino tem uma personalidade e atitudes que chamam bastante atenção, o cenário principal dessa trama é  uma sociedade conservadora, além disso temos espionagens, traições, disputas políticas, uma guerra em andamento tudo isso coroado com uma gama de personagens muito bem construídos. Com uma escrita suave e muito bem detalhada a autora conseguiu ligar cada uma das tramas de forma tão natural e sem quebras, isso acabou deixando a leitura muito mais fluida, mesmo com um início um pouco morno, as tramas vão ganhando agilidade e somos surpreendidos por pequenas reviravoltas que nos deixam sem fôlego.

Toda a história se inicia com Sage Fowler, ela tem dezesseis, órfão, vive na casa de seus tios e trabalha como professora dos primos. Seu tio Willian é irmão de sua mãe e decidiu chamar Darnessa Rodelle, a líder da guilda das Casamenteiras de Crescera, para que cuidasse dos detalhes do casamento de sua sobrinha que chegou a idade de se tornar noiva, o problema e que Sage teve uma criação diferenciada, seus pais se casaram por amor e não através das casamenteiras, ambos sofreram com o preconceito por tomarem a decisão de seguir os seus corações. Relutante em aceitar essa ideia, acaba sendo convencida por sua tia a ir até a casa de Darnessa, porém as coisas acabam saindo de controle  e a nossa protagonista acaba soltando a sua língua que caba resultando numa situação muito constrangedora, se é que podemos dizer assim. Depois desse pequeno “conflito” temos um desfecho mais que interessante, após um conversa bem reveladora com a casamenteira, Sage acaba se tornando uma aprendiz de Darnessa e vai acompanhar o Concordium, um tipo de evento onde as melhores noivas de cada estado vão a capital real para conseguirem os melhores casamentos.

Neste meio tempo somos introduzidos ao clima militar e que por sinal foi muito bem desenvolvido. Tenho que deixar os meus parabéns a autora, geralmente em obras assim há uma queda em alguma das tramas, mas todas as histórias se mantiveram de forma linear e crescente. Aqui vamos conhecer  o Capitão Alexander Quinn, filho do General e que comanda um grupo de trinta homens, dentre os quais estão sob seus cuidados Robert, o filho do Rei e Ash Carter, meio irmão do futuro Rei. Após uma missão mal sucedida terão que escoltar as noivas de Crescera para o Concordium, mas não somente isso, seu pai o deixa responsável pela realização de uma investigação, estão atrás de possíveis traidores do reino. Neste ponto a autora faz com que Sage demonstre toda a sua inteligência e todo o seu poder de observação, com isso acaba chamando a atenção do capitão que em meio as desconfianças faz de Sage a sua aliada nesta missão e de agora em diante a história vai ganhando contornos bem interessantes.

“O Beijo Traiçoeiro” é uma obra que me agradou bastante, pois possui muitos elementos dos quais gosto, um deles é a capa criada pela editora e que sinceramente ficou muito melhor que a capa original, possui um texto com temas chamativos, e que por vezes nos engana, e um final muito bem escrito e para a minha alegria e de tantos outros que gostem desta obra, é apenas o primeiro livro de uma trilogia, então vamos aguardar as novas historias da Traitor’s Trilogy. 

Ficha Técnica

Livro: O Beijo Traiçoeiro

Autor: Erin Beaty

Editora: Seguinte

Páginas: 440

Ano de lançamento: 2017



12 respostas para “Resenha: O Beijo Traiçoeiro – Erin Beaty”

  1. Caio Santos disse:

    Esse livro parece ser muito interessante. Fiquei curioso, já que o tema me agrada muito. Achei a capa perfeita…. ótima resenha

  2. Não conhecia a obra e achei o título interessante. Acho que um romance que misturar militar é interessante, gosto do fato do personagem ser Capitão.
    Sage parece-me inteligente ♥
    Vou procurar para ler, me animei com a história

  3. Gostei bastante da resenha… Confesso que tenho preferência por leituras épicas, suspense e de terror, mas, me bateu aquela curiosidade de ler o livro e de conhecer a história a fundo! Continue nos brindando com mais postagens bacanas como essa!

  4. fabiozdk disse:

    Olá!
    Não tinha escutado nada sobre o livro, mas sua resenha me deixou curioso! Apesar de o tema não ser de meus favoritos, já adicionei á lista. E essa capa ficou ótima mesmo, né?!

    Abraço.
    http://lupiliteratus.blogspot.com.br/

  5. Valéria disse:

    olá…nunca tinha ouvido falar dessa obra até o momento,mas confesso que a premissa dele nao me empolgou pra fazer a leitura…não é meu gênero literário,sabe? mas acredito que a trama tem potencial pra agradar os leitores que apreciam histórias do tipo…
    bjs ^^

  6. Andrea Morais disse:

    Esse livro parece ser mesmo um “xtudão” kkkkkkk A capa é bem típica de YA, a protagonista e o começo de sua trajetória lembram bastante os romances de época açucarados de hoje em dia, mas quando li a palavra “guilda” me lembrei dos livros inspirados em jogos de RPG. Uaaau. Também achei uma reviravolta o fato da menina se tornar aprendiz de casamenteira, com certeza, saiu do que eu esperava desse romance. Gostei da dica! =)

  7. Mari disse:

    Quero muito ler esse livro, achei a capa linda e amei essa sinopse, a personagem principal parece ser bem construída também. Vou colocar na minha lista de leituras.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  8. Josy disse:

    Huuuum um livro versátil, já gostei! Eu realmente achei que se tratava de um romance contendo uma traição, agora sabendo que me enganei me deixou super curiosa!
    Dica anotada!
    Beijos

  9. Celeste Hope disse:

    Olá!

    A capa é muito bonita e chama atenção, mas não estou muito na onda de romances ultimamente. Suas palavras me persuadiram, vou adiciona-lo a lista e quem sabe ler um dia.

    Fico contente que tenha gostado do livro 😉

  10. LEANDRO BRITO disse:

    Oi. Tudo bem?
    É a primeira vez que estou lendo uma resenha desse livro e confesso que estava no senso comum quando via a capa, mas fui mudando essa visão à medida com que fui lendo a sua opinião sobre o livro. Fiquei muito interessado na trama, a impressão que eu tive foi de que Erin conseguiu fazer um bom trabalho. Depois de tantos elogios, fiquei muito animado para realizar a leitura desse livro. Minha lista está um pouco maior, pois já anotei o nome aqui, pois quando tiver a oportunidade, com certeza eu vou pegar para ler. Adorei a sua resenha.
    Abraço!

  11. Oi Jonas!!
    Eu acho essa capa tão bonita. E eu achava que era uma história de traição por causa do título. Que bom que não é!!
    Subiu na minha lista de leituras!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

  12. Thai Santos disse:

    Oie!
    Não conhecia esse livro, mas gostei e achei a capa bem bonita, a editora está de parabéns!
    E que venha os próximos livros dessa trilogia!

O que achou? Comente!

Mais Visitados