Informações do Post - - Jonas Henrique - - 1 de dezembro de 2017 | - 11:16 - - Home » - - 5 Comentários

Resenha: Morte no Nilo – Agatha Christie

Capa do livro

Morte no Nilo é mais um dos grandes sucessos da escritora britânica Agatha Christie. Publicado originalmente em  1937 esta obra tem um certo diferencial em comparação com os demais escritos da autora, essas peculiaridades vão ficar claras no decorrer desta resenha.

Agatha Christie possuía uma genialidade e uma versatilidade incrível, a forma como ele construiu a narrativa do livro “Morte no Nilo” é encantadora, sútil e muito bem calculada em cada um de seus detalhes. A autora traz uma abordagem diferente do que é possível ver em outros livros de sua autoria, primeiramente conhecemos  Linnet Ridgeway, uma jovem muito bonita, inteligente e ainda por cima herdeira de uma grandiosa fortuna. No desenrolar da primeira parte do livro Christie nos traz uma espécie de triangulo amoroso que nos proporciona uma reviravolta interessante, quando Linnet rouba o namorado de sua melhor amiga e acaba casando-se com ele. Christie não nos lançou direto no local onde o crime irá acontecer, vai levar um tempo, enquanto isso vai costurando cada um dos fatos apresentados de forma minuciosa. Outro ponto em que a autora demonstra sua habilidade e criatividade é quando o detetive Hercule Poirot é inserido em um breve momento do começo de sua narrativa, ele aparece em um restaurante e já ganha o leitor com suas observações sobre as pessoas neste local. Todos os acontecimentos foram muito bem elaborados, essa introdução possui uma narração tão leve e fluida que quando você menos espera já esta chegando a mais um dos pontos altos do livro.

Linnet e seu noivo vão a um cruzeiro exótico no rio Nilo, e aqui mais uma vez a Rainha do Crime nos deixa encantados, neste navio ela conseguiu por todos os desafetos e inimigos da jovem e carismática Linnet Ridgeway, deixando bem claro que não será uma viagem nada agradável. Com personalidades bem distintas, cada um dos personagens vai nos cativando e conquistando (o próprio o assassino nos cativa) até que o crime é cometido, Linnet é encontrada morta, com um tiro na cabeça e todos se tornam suspeitos. Um assassinato que poderia ficar sem solução se não fosse pela presença do detetive Hercule Poirot que estava no mesmo barco, aproveitando suas férias e que agora se encontra no meio de mais uma investigação que parece sem solução. E a partir daí, é possível acompanhar  o maior detetive do mundo colocando todas as suas habilidades em ação para a resolução de mais um assassinato.

Já havia me surpreendido com o livro “Assassinato no Expresso do Oriente”, mas “Morte no Nilo” me mostrou que Agatha consegue ser ainda mais imprevisível e genial, sua escrita é clássica, refinada e ao mesmo tempo chamativa, instigante, não é atoa que a própria Christie afirma no prólogo que este é um dos seus melhores livros sobre “viagens internacionais”.  Sei que é um pouco redundante, mas esse livro é impressionante e fantástico.

Ficha Técnica

Livro: Morte no Nilo

Autora: Agatha Christie

Editora: Harpercollins

Páginas: 256

Ano de lançamento: Edição – 2014

 

5 respostas para “Resenha: Morte no Nilo – Agatha Christie”

  1. Faruazzy.blog disse:

    Ola tudo bom?! Nossa adorei a sua resenha o livro parece ser ótimo se a forma como você o contou me manteve completamente cativada a historia imagina ler o livro deve ser muito bom e essa  Linnet tbm é muito sem vergonha kkkk gostaria de saber como ira terminar a historia e eu com certeza vou pesquisar mais sobre o livro!!!

    -Beijoss

  2. Thai disse:

    Oiee!
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas não sabia sobre o que se tratava.
    Nunca li um livro da Agatha, acredita? Mas morro de curiosidade.
    Beijos e parabéns pela resenha!

  3. Gente, gostei demais da resenha. A Thai, acima, disse que nunca leu um livro de Agatha Christie. Eu também não. Mas quero muito enveredar pelos terrenos do suspense. E tanto o livro dessa resenha quanto o que você cita aqui (Expresso do Oriente) são livros dela que pretendo ler em breve.
    Abraços! 🙂 /

  4. Bea Pires disse:

    Olá!
    Nossa, por mais que eu tente não consigo gostar da escrita da Agatha Christie.. Um dos que tentei ler dela foi esse mesmo e não consigo, é daqueles livros que, por algum motivo, me dá sono. Creio que seja pela época em que foi escrito… De qualquer das formas, acho que o problema é mesmo meu, pois toda a gente parece adorar!

  5. Fabio disse:

    Olá!
    Já li alguns livros da autora e adorei o fato dos finais serem imprevisíveis. Tenho esse aqui e, com a sua resenha, a vontade de lê-lo só aumentou. Aliás, você expressou sua opinião de forma clara e impecável, parabéns!

    Abraço,

O que achou? Comente!