Informações do Post - - Jonas Henrique - - 10 de Janeiro de 2018 | - 4:56 - - Home » » - - Sem Comentários

Livro da Semana: Grande Sertão: Veredas

Capa do livro

Nossa dica de leitura desta semana é uma dos grandes clássicos de nossa literatura, estamos falando do livro Grande Sertão: Veredas. Escrito por  João Guimarães Rosa  em 1956, essa obra foi pensada inicialmente como uma das novelas do livro Corpo de Baile, lançado nesse mesmo ano, porém Grande Sertão: Veredas cresceu, ganhou autonomia e tornou-se um dos mais importantes livros da literatura brasileira e da literatura lusófona.

Livro fundamental na literatura brasileira, o romance de  João Guimarães Rosa, publicado em 1956, foi escolhido pela Folha de São Paulo, pela Revista Época e por várias associações internacionais como um dos 100 maiores livros da literatura universal do século XX. Nesta obra de Guimarães Rosa, o sertão é visto e vivido de uma maneira subjetiva e profunda, e não apenas como uma paisagem a ser descrita, ou como uma série de costumes que parecem pitorescos. Sua visão resulta de um processo de integração total entre o autor e a temática, e dessa integração a linguagem é o reflexo principal. Para contar o sertão, Guimarães Rosa utiliza-se do idioma do próprio sertão, falado por Riobaldo em sua extensa e perturbadora narrativa.
Encontramos em “Grande Sertão: Veredas” dimensões universais da condição humana – o amor, a morte, o sofrimento, o ódio, a alegria – retratadas através das lembranças do jagunço em suas aventuras no sertão mítico, e de seu amor impossível por Diadorim.

Uma obra que com toda certeza jamais será esquecida e que continuará a impressionar várias gerações. E este grandioso livro está de cara nova, recentemente foi  lançada pela editora Nova Fronteira uma nova edição em capa dura de “Grande sertão: veredas”. Se você já possui uma certa familiaridade com o mundo da literatura e ainda não conhece esse livro, recomendo que leia, é uma obra riquíssima onde seu texto está no limite entre a prosa e a poesia.

 




O que achou? Comente!