Informações do Post - - Rotina Entrevista - - 14 de Maio de 2018 | - 7:51 - - Home » » » - - Sem Comentários

Entrevista com Rodrigo Fonseca, autor da trilogia “Projeto 94”

 Olá pessoal! Estamos de volta! Como já é de conhecimento de nossos leitores, este espaço aqui é dedicado especialmente para o autores nacionais, temos dado destaque principalmente para aqueles que estão começando nesta carreira, que não é nada fácil. O Rotina Entrevista deste mês traz uma entrevista exclusiva com Rodrigo Fonseca, autor da trilogia Projeto 94 e antes de irmos para a entrevista, vamos conhecer um pouco de sua carreira.

 

 

Autor – Rodrigo Fonseca

 

Rodrigo Fonseca nasceu na Bahia, mas mora em São Paulo desde os 8 anos de idade e já morou dois anos no Ceará onde realizou um trabalho voluntário. Formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Anhembi Morumbi, trabalha atualmente cuidando da Comunicação de ONG Vivenda da Criança, situada na zona sul de São Paulo e que atende mensalmente mais de 4 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. Desde criança gostava de ler e escrever, já criou jornais durante o ensino fundamental, peças de teatro que foram apresentadas na escola no ensino médio. Já publicou suas obras em e-book e na plataforma Wattpad. Atualmente, além de escrever, também se dedica ao seu Blog: Vitamina Livros.
Obras publicadas ou que serão em 2018: Projeto 94 (Editora Arwen), Genes Letais (Constelação Editorial), Antologia Ninguém vai sobreviver (Constelação Editorial), Antologia Quando a escuridão bate à porta (Editora Sinna), Antologia Contos de A à Z, Antologia Bruxas – Da Sedução à Perdição e Antologia King Poe Lovecraft – Do terror ao horror (Editora Illuminare) e Antologia Carnivalle (Editora Skull). Agora que você já conhece um pouco da história do escritor, vamos a entrevista!

Rotina Entrevista – Como você descobriu que era um apaixonado pelo mundo da leitura? E quando você se descobriu como um escritor?

Rodrigo Fonseca – Bom, desde quando aprendi a ler! Lembro que os primeiros livros que li e devorei rapidamente foram gibis da Turma da Mônica e livros das histórias clássicas da Disney. Era incrível, a leitura me fazia viajar para lugares e mundos fantásticos. Conforme fui crescendo, cada vez que lia um livro pensava em outras possibilidades para aquela história ou seu final, a partir daí comecei a reescrever esses meus finais ideais e depois criar minhas próprias histórias. Quando estava no ensino fundamental até uma novela cheguei a escrever (risos).

R.E – Mais tradicional ou tecnológico? Você escreve seus primeiros rascunhos à mão ou no computador?

Rodrigo – Eu escrevia a mão na época do ensino fundamental e médio. Hoje é no computador mesmo, mas não sou de fazer um rascunho, apenas sento e começo a escrever. E sou assim desde a época da escola, na hora de fazer uma redação nunca fazia um rascunho, ia escrevendo conforme as ideias surgiam na mente.

R.E – Como surgiu a ideia para escrever o livro “Projeto 94”?

Rodrigo – Sempre gostei de histórias de heróis. E minha mãe sempre foi muito noveleira. Lembro de duas novelas que ela assistia que abordaram esses temas, Olho no Olho de Antônio Calmon (1993) e Caminhos do Coração, mas conhecida como Os Mutantes, de Tiago Santiago (2007). Quando acompanhava com minha mãe essas histórias apesar de não gostar delas, pensava em criar algo sobre isso, sobre jovens que tivessem super poderes, mas de uma forma diferente. E assim decidi que meu primeiro livro abordaria esse tema e as ideias foram surgindo na mente.

R.E– Você tem uma meta de escrita diária? Ou você escreve conforme sua inspiração?

Rodrigo – Minha meta é escrever todos os dias. Às vezes escrevo mais, outras menos devido a correria do dia a dia, mas sempre escrevo. Fazendo isso crio um hábito e evito os bloqueios criativos.

R.E – Quais são os seus livros e autores favoritos?

Rodrigo – Nossa, são muitos! Gosto de vários autores nacionais e internacionais. Quanto aos favoritos, digamos que tenho fases literárias, tem épocas que estou lendo mais romances ou fantasias, terror e suspense, etc. Mas gosto muito de distopias. Amo os livros da Marie Lu, Cassandra Clare, Suzane Collins, Scott Westerfeld, Lissa Price, Verônica Roth, James Dashner, entre outros.

R.E – Você mostra o seu trabalho para outras pessoas antes de publicá-lo? Amigos, família?

Rodrigo – Mostro para alguns amigos alguns trechos, mas gosto de surpreendê-los, então a obra toda sempre deixo para quando o livro for publicado.

R.E – Nos últimos anos foi possível ver uma onda crescente de autores nacionais e com obras de muita qualidade. Como você avalia o mercado editorial brasileiro quando o assunto é a literatura nacional nos dias atuais?

Rodrigo – Acredito que tem crescido muito e isso é ótimo. Precisamos investir e reconhecer o talento nacional que temos. Tem muita gente boa aqui e que não deixa nada a desejar para autores de outros países. Quando mais a literatura nacional cresce, melhor é para todos nós.

R.E – Quais as suas expectativas para o seu segundo livro, o Genes Letais? Há a previsão do lançamento de mais algum livro?

Rodrigo – Estou muito animado com esse segundo livro. Ele tem recebido só críticas positivas e feito sucesso com os leitores. Já finalizei um livro de dark fantasy que deve sair ano que vem e irei começar a trabalhar no último livro da trilogia Projeto 94. Além disso estou organizando duas (Quando a noite cai e Deuses Gregos e Nórdicos), participando de mais 8 que serão lançadas esse ano. Estarei na Bienal também. Ou seja, muito trabalho!

R.E – Estamos chegando ao final de nossa entrevista, desde já agradecemos por disponibilizar um pouco de seu tempo para nós do Rotina. E você pode deixar uma mensagem para os nossos leitores, para que eles também possam conhecer de modo mais profundo o seu trabalho.

Rodrigo – Agradeço a oportunidade, foi uma honra! Aos leitores, os convido a lerem meus livros e depois virem conversar comigo sobre o que acharam. Adoro essa interação. Podem entrar em contato comigo via Facebook, Instagram, Whatsapp, vou adorar! E vamos apoiar nossa literatura nacional.

  
 

Sinopse Projeto 94: Jake é um jovem prodígio nas corridas devido a sua velocidade fora do comum. É justamente isso que o faz ficar intrigado: como pode correr tanto, a ponto de seus pés mal tocarem o chão? Quando Jake começa a ter estranhos sonhos, as peças deste misterioso quebra-cabeças vão se encaixando e ele embarca em uma aventura em busca de respostas que justifiquem sua alta performance. Filho do renomado cientista Evan Sturguess, dono da clínica Genetic Corporation, Jake vive uma relação conflituosa com o pai, desde a morte da sua mãe. Além dessa grande distância emocional, Jake descobrirá da forma mais dura possível, como alguns segredos podem nos afastar das pessoas e até mesmo mudar nossas vidas para sempre. Jennifer é outra jovem que vê sua vida mudar de repente, observando incomuns acontecimentos envolvendo o poder de sua mente e instintivamente ligando isso a um cartão recebido na infância: um cartão da Clínica Genetic. Projeto 94 é uma aventura onde cinco jovens viverão uma história com mortes, cobiça, paixões, muita adrenalina e emoção. O que é o projeto? Qual seu objetivo?

Sinpose Genes Letais: O segundo livro da trilogia de sucesso Projeto 94 mostra Jake, Jennifer, Taylor e Josh descobrindo o que é o Projeto 94 e suas consequências. Eles ainda precisam aprender a confiar em Meyers que parece interessado em ajudá-los a capturar Mason e salvarem suas vidas. Enquanto tentam desenvolver mais suas habilidades e poderes, eles precisam lutar para conseguir salvar seus familiares e amigos que foram sequestrados e enfrentar a poderosa Melissa. E nesse caminho eles percebem que não podem confiar em ninguém.

Confira nossa resenha sobre o livro Projeto 94 e primeiras impressões do livro Genes Letais 

Você pode adquirir o livro “Genes Letais” acessando o site da Constelação Editorial  – http://www.constelacaoeditorial.com.br/ ou diretamente na loja da editora clicando AQUI. Em breve a Constelação Editorial irá lançar a segunda edição do primeiro volume da trilogia Projeto 94.

 

Espero que tenha gostado da entrevista.

Quer conhecer um pouco mais do nosso trabalho? Nos siga nas redes sociais, Facebook e Instagram. 

Para dicas, sugestões e críticas entre em contato conosco através do nosso e-mail: [email protected]

Até a próxima!

 

 

 




O que achou? Comente!