Informações do Post - - Jonas Henrique - - 26 de outubro de 2017 | - 12:31 - - Home » » » - - 6 Comentários

5 livros para o dia das bruxas

O dia das bruxas está se aproximando e aproveitando essa temática do mês de outubro, separamos para você cinco dicas literárias para este dia. Confira:

  • Coraline

Capa do livro

Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, consegue abrir uma porta na sala de visitas de casa que sempre estivera trancada e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus ‘outros’ pais. Na verdade, aquele parece ser um ‘outro’ completo mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

  • Caixa de Pássaros

Capa do livro

Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


  • O Vilarejo 

Capa do livro

Ilustrações coloridas dão vida a romance com elementos de horror gótico e suspense Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas.É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome. As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.

  • Psicose

Capa do livro

“Psicose”, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. Em “Psicose”, sem edição no Brasil há 50 anos, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, assim com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.

 


  • Doutor Sono 

Mais de trinta anos depois, Stephen King revela a seus leitores o que aconteceu a Danny Torrance, o garoto no centro de O iluminado, depois de sua terrível experiência no Overlook Hotel. Em Doutor Sono, King dá continuidade a essa história, contando a vida de Dan, agora um homem de meia-idade, e Abra Stone, uma menina de 12 anos com um grande poder. Assombrado pelos habitantes do Overlook Hotel, onde passou um ano terrível de sua infância, Dan ficou à deriva por décadas, desesperado para se livrar do legado de alcoolismo e violência do pai. Finalmente, ele se instala em uma cidade de New Hampshire, onde encontra abrigo em uma comunidade do Alcoólicos Anônimos que o apoia e um emprego em uma casa de repouso, onde seu poder remanescente da iluminação fornece o conforto final para aqueles que estão morrendo. Ajudado por um gato que prevê a morte dos pacientes, ele se torna o “Doutor Sono”. Então Dan conhece Abra Stone, uma menina com um dom espetacular, a iluminação mais forte que já se viu. Ela desperta os demônios de seu passado e Dan se vê envolvido em uma batalha pela alma e sobrevivência dela. Uma guerra épica entre o bem e o mal, uma sangrenta e gloriosa história que vai emocionar os milhões de fãs de O Iluminado e satisfazer os leitores deste novo clássico da obra de King.

6 respostas para “5 livros para o dia das bruxas”

  1. Luca Creido disse:

    Já li Psicose e realmente é uma obra prima. Meu deus, como esse livro me inspirou durante anos.
    Mas ainda acho o filme melhor 🙂
    Por isso, acho que um bom dia das bruxas podia envolver os dois: um leitura prazerosa e um filmão pra terminar a noite!

  2. Adorei as dicas, eu não sou muito fã desse tipo de livro. O único que me interessa é caixa de pássaros, ele é muito bem comentado, deve ser bom.

    Beijos

  3. Maiara Silva disse:

    Adorei as dicas, eu morro de medo até do filme da Coraline (já tenho 16 anos). Eu li o Vilarejo, é muiiito boom, você se apavora todo mas é essa a intenção

  4. Eita,que medo kkkkkk obrigada também pelas dicas não é meu tema preferido mesmo dia das bruxas por medo mesmo embora seja um livro e etc rsrsrs

  5. Thiago D. disse:

    Esse o vilarejo estou com muita vontade de ler, valeu pelas dicas hein.
    psicose eu to qrendo ver o filme, terminei bates motel que faz referencia ao filme !

  6. Eu quero muito ler Doutor Sono e Psicose.
    O Vilarejo eu já li e não gostei muito, mas realmente é um bom livro para a data

O que achou? Comente!